Você está lendo...
Controle emocional

A palavra tem poder

mentiras

Quantas emoções diferentes você experimenta normalmente em uma semana?

Pense bem antes de continuar lendo.

A maioria das pessoas quando respondem a essa pergunta tendem a dar em média 12 sentimentos diferentes e, geralmente, são alegria, tristeza, raiva, tédio, amor, paixão, frustação, decepção, medo, confiança, empolgação e preocupação. Você se identifica com elas?

A língua portuguesa possui milhares de palavras para descrever sentimentos então por que será que as pessoas tendem a experimentar sempre os mesmos sentimentos?

Na verdade não experimentamos apenas esses sentimentos. Nosso cérebro funciona através de sentimentos e não da linguagem. O que acontece é que como seres pensantes sentimos essa necessidade intrínseca de nomear tudo aquilo que acontece com a gente. Por causa dessa necessidade acabamos colocando nomes em sentimentos de qualquer maneira para economizarmos tempo. Nisso deixamos de analisar verdadeiramente o sentimento.

11970396-man-who-pulls-an-arrow-bow-arrowhead--word-is-purposeEstou certo que você já ouviu aquele ditado que diz que as palavras são como flechas, que uma vez lançadas, não tem mais volta. É exatamente isso que acontece quando nomeamos um sentimento sem pensarmos muito nele. A partir do momento que rotulamos um sentimento nossa mente passa a produzir no nosso corpo os agentes químicos (hormônios) referentes aquele sentimento. Isso acontece porque nossa mente trabalha por associações e comandos, então se damos um comando inconsciente a ela para se sentir de um jeito ela vai trabalhar para que aquilo ocorra.

Já reparou que algumas pessoas parecem que ficam super estressadas por qualquer coisa? Já reparou no tipo de palavras que essas pessoas usam normalmente para descrever seus sentimentos?

Normalmente elas se descrevem como estando furiosas, cheias de raivas, estouradas, etc. O ocorrido pode até nem ser nada demais, só por usar essas palavras elas realmente acabam se comportando assim. Outras pessoas na mesma situação podem ficar tranquilas e serenas. Por que?

Porque elas descrevem seus sentimentos como estando um pouco aborrecidas, incomodadas, chateadas, entre outras palavras. Ou seja, mesmo diante da mesma situação a pessoa pode ter diversas reações diferentes, dependendo das palavras que usam para descrever o que estão sentindo.

Quem é a pessoa mais animada e alegre que você conhece? Que palavras ela usa normalmente no dia-a-dia que são diferente do resto das pessoas, principalmente das pessoas negativas?

coffee cup6342278-coffee-illustration-of-words-making-the-cup-shapeImagine que qualquer estímulo externo nos cause uma emoção e que essa emoção seja uma água. Quando recebemos essa água precisamos colocá-la em um recipiente. Se colocarmos essa água em um copo ela tomará o formato de um copo, se colocarmos ela em uma garrafa ela tomará a forma dessa garrafa e se colocarmos ela dentro de uma panela ela tomará o formato dessa panela.

É exatamente assim com os nossos sentimentos. Ele chega até nós e sentimos. Só que sentir não é o suficiente, temos que dar um rótulo para esse sentimento, para podermos explicar para as outras pessoas e até para nós mesmos. No momento que damos esse rótulo, já é tarde, passamos a experimentar a sensação referente aquele sentimento.

E como saber sobre isso pode melhorar a qualidade de nossas vidas?

Simples, se a palavra tem realmente poder e podemos escolher nossas palavras, podemos escolher o que estamos sentindo, certo?

Sim e não. Lógico que não adianta tentar enganar tanto assim o nosso cérebro. Se uma situação nos deixa chateado, não adianta tentar falar que está empolgado que ele vai te dizer “besteira, você não está empolgado!”. Não se pode enganar a nossa mente tão explicitamente assim.

O que podemos fazer é amenizar um sentimento ruim e ampliar um bom. Como assim? Se eu estou me sentindo chateado com a ação de alguém e decido ao invés de dizer que “eu estou chateado com essa pessoa” posso dizer que “eu estou amuado com essa pessoa”. O que essa simples modificação faz?

Primeiramente somente o uso de uma palavra tão engraçada como amuado já quebra nosso estado e nos faz dar uma risada (desafio você a falar com alguém que você está se sentindo amuado sem rir) e o que essa palavra também faz é dizer ao nosso cérebro para esquecer o sentimento de chateação e produzir o sentimento que estar amuado solicita.

O mesmo funciona também para amplificar um sentimento positivo.

Dizer que uma viagem foi legal te causa uma certa produção de serotonina e oxitocina. Porém se você disser que uma viagem foi alucinante seu corpo irá produzir bem mais desses hormônios.

Faça o teste. Escolha 3 palavras positivas que você experimenta em uma semana e substitua-as por palavras que intensifiquem o sentimento e também escolha 3 palavras negativas e substitua-as por palavras que reduzam a intensidade do sentimento. Faça isso durante uma semana e veja só os resultados.

Viva com intensidade,

Hélio Vogas

Anúncios

Discussão

One thought on “A palavra tem poder

  1. Eu concordo pois falei uma brincadeira ontem no trabalho que no domingo eu ia estar doente e ai quando eu vi algumas horas depois me machuquei na máquina de costura e não consigo entender como foi aquilo.

    Posted by vera Lúcia | 12/06/2014, 13:57

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Contato

+55 (21) 9857-1554
contato@heliovogas.com

%d bloggers like this: